terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Município de Arronches assina contrato para a construção do Bar do Açude nos Mosteiros

O Município de Arronches torna público através do seu site, que decorreu na tarde de segunda-feira, dia 19 de Fevereiro, nas instalações da Câmara Municipal de Arronches, a assinatura do contrato que adjudica a construção do edifício onde se encontrava o bar do Açude de Mosteiros, cuja anterior infraestrutura foi destruída por um incêndio decorrido em Março do ano transacto.
Assim, a presidente do Município de Arronches, Fermelinda Carvalho, recebeu no seu gabinete o gerente da Mebi – Construções Unipessoal, Lda., Nuno Bizarro, estando também presente o chefe da Divisão Administrativa e Financeira da Câmara Municipal, José Manuel Trindade, procedendo-se depois à assinatura da documentação que oficializa a adjudicação da empreitada.
A obra, que se prevê estar pronta no próximo Verão, terá então início nos próximos dias e significa um investimento por parte do Município de Arronches de 96.338,48€.

ERT promove Workshop de capacitação e qualificação do Enoturismo

A Turismo do Alentejo / Ribatejo - em parceria com a CVR Alentejo, a CVR Tejo e a APV Costa Alentejana - deu início hoje, dia 20 de Fevereiro, no Cartaxo, ao segundo workshop “A realidade do Enoturismo em Portugal”.

Realizado no âmbito do projecto “Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo”, a sessão técnica - que terá lugar também na Vidigueira, Monforte e Grândola - tem por objectivo apresentar boas práticas de enoturismos nacionais e debater ideias que possam alavancar os enoturismos do território.
Neste sentido, no decorrer do workshop serão abordados temas como “Condições ideais para o enoturismo”; “O enoturismo em Portugal versus enoturismo internacional”; e “Investir no enoturismo, uma aposta segura”.
Dar a conhecer aos agentes e investidores as potencialidades do enoturismo nas regiões Alentejo e Ribatejo, estruturar, qualificar e promover o desenvolvimento sustentável desta actividade turística e, consequentemente, alavancar a divulgação do vinho e de toda a sua cadeia de valor são os objectivos primordiais do projecto “Organização, Estruturação e Promoção Empresarial do Enoturismo no Alentejo e Ribatejo” que a está a ser desenvolvido pela Entidade Regional de Turismo.(Foto-CMC)

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

III Corta-Mato de Marvão, regressa a um percurso mágico

A 3ª edição do Corta-Mato de Marvão, que se irá disputar no dia 27 de Fevereiro pelas 15 horas, irá disputar-se no antigo campo de golf de Ammaia – Portagem.

A competição que é promovida pelo município de Marvão, com o apoio do Grupo Desportivo Arenense, conta com a colaboração técnica da Associação de Atletismo de Portalegre irá disputar-se na Quinta do Prado, local conhecido por ser o antigo campo de golfe de Ammaia e integra o circuito AADP de Corridas.
Espera os atletas um percurso plano, sem desníveis acentuados, delineado sob um piso com características ímpares para a disciplina de corta-mato e que se irá disputar, num lugar mágico com uma vista de cortar a respiração para Castelo de Marvão, que se ergue sobre uma crista quartzítica, na cota de 850 metros acima do nível do mar, encerrando nos seus muros a vila medieval de Marvão.
A competição destina-se a todos os escalões etários, iniciando-se no escalão de benjamins A e terminado nos veteranos V, que vão percorrer um percurso com 7.500 metros e que será devidamente reduzido para os escalões mais jovens.
Vão existir prémios monetários para os três primeiros classificados da geral masculina e feminina e cabazes de produtos regionais para os vencedores por escalão escalão, de acordo com o regulamento da competição, disponível em aadp.pt.
Todos os interessados em participar devem realizar a inscrição no link, disponibilizado na página da Associação de Atletismo em www.aadp.pt
As inscrições são gratuitas para os atletas filiados na AADP, tem o custo de 2 euros para os atletas filiados em outras associações regionais e de 3 euros para todos os participantes não filiados. Sendo que todas as inscrições realizadas após o dia 21 de Fevereiro são acrescidas e uma taxa suplementar, de acordo com o regulamento.
A inscrição na prova inclui uma lembrança a todos os atletas que concluam a concluam bem como o respectivo seguro desportivo e dorsal de competição para os atletas não filiados na AADP.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Mosteirense vence em casa e é 1º na Taça do Distrital

O Futebol Clube Mosteirense venceu esta tarde no seu campo o Monfortense por 3-0 a contar para a 4ª Jornada da Série B da Taça Distrital.

O Mosteirense dominou literalmente o encontro, perante um adversário que não baixou os braços frente à superioridade de uma das equipas mais fortes do Campeonato Sénior da Associação de Futebol de Portalegre.
A primeira parte terminou com as equipas a irem para os balneários e o Mosteirense com dois golos de vantagem marcados por Leitão.
Com o reatar da partida a toada manteve-se, com os da casa a controlarem o jogo e a obterem mais um golo por parte de Camilo.
Terminada a 4ª Jornada da Série B o Mosteirense é 1º com 9 pontos, seguindo-se O Elvas, 7 pontos; Monfortense, 4 pontos; Terrugem 2 pontos e em 5º lugar o Fronteirense com 0 pontos.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Assembleia Municipal reuniu na primeira sessão deste ano e aprova por unanimidade o Regimento da Assembleia Municipal

Deputados da Assembleia Municipal reuniram-se ontem (sexta-feira) aos Paços do Concelho para a primeira sessão ordinária do ano de 2018.



O Salão Nobre do edifício da Câmara Municipal de Arronches recebeu na noite desta sexta-feira, dia 16 de Fevereiro, a primeira de cinco sessões ordinárias do ano de 2018 da Assembleia Municipal de Arronches. À mesa liderada pelo presidente da Assembleia Municipal, José Bigares, secretariado por Luís Ramalho e Francisco Corado, juntaram-se os deputados das duas bancadas, bem como o executivo do Município de Arronches composto pela presidente Fermelinda Carvalho, pelo vice-presidente João Crespo e pelos vereadores Paulo Furtado, Nelson Velez e Carlos Rodrigues.
A sessão iniciou-se como de costume com a votação da acta da sessão anterior, aprovada por maioria, existindo uma abstenção. Posteriormente, o presidente da Assembleia Municipal procedeu à leitura do expediente enviado para este órgão autárquico.
Seguindo para o período da ordem do dia, foi a votação o Regimento da Assembleia Municipal, documento previamente enviado a cada deputado. Este ponto foi também ele aprovado, desta feita por unanimidade. Ainda neste período, foi votada a eleição do representante na Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco, por substituição da, até então, representante designada. Assim, a única proposta, que visou a nomeação de Rita Torres para o cargo, foi aprovada com quinze votos a favor e três abstenções.
A terminar, como habitualmente, a presidente da Câmara informou os presentes sobre a actividade municipal, situação financeira e processos do Município, ficando ainda determinado que os deputados irão fazer em breve uma visita às obras em curso no concelho de Arronches, a realizar no próximo dia 4 de Março.(Fonte e fotos-GICMA)

Assembleia Geral da Associação de Bombeiros Voluntários de Arronches termina sem que apareça uma lista para os novos corpos sociais

A Assembleia-geral convocada para o passado dia 15 para apresentação do Relatório e Contas de 2017 e eleição dos novos corpos sociais, terminou com a convocação de uma nova assembleia por falta de listas concorrentes.

O Presidente da Mesa da Assembleia-geral da AHBVA, José Bígares, leu e foi aprovada a acta da reunião anterior. Seguiu-se a apresentação, do Relatório de Actividades e Contas de Gerência do ano de 2017 que esteve a cargo do Presidente da Direcção e do revisor oficial de contas, que foram aprovadas por unanimidade.
Os rendimentos em 2017 da Associação cifraram-se em 233.663,05€ na prestação de serviços; 211.996,73€ em subsídios à exploração e noutros ganhos um valor de 10.257,75€.
Quanto aos gastos, 199.345,10€ em fornecimentos e serviços externos; despesas com o pessoal, 174.079,03€ e gastos em depreciações e amortizações 26.420,15€.
Perante estes números, o resultado líquido da gerência respeitante a 2017 é de 54.226,39€, saldo este que, segundo o Presidente da Direcção, tem vindo a verificar-se ao longo deste três últimos anos sempre em sentido ascendente de liquidez.
Durante esta reunião o Presidente da direcção João Crespo, destacou que tudo isto só foi possível com o empenho de todos, pois numa instituição como esta, todos têm que remar no mesmo sentido: direcção, corpo de bombeiros, pessoal e voluntários. Não deixou de expressar os agradecimentos da associação ao Município pois só através do protocolo existente é possível levar o barco a bom rumo. Igualmente agradeceu a colaboração do Lije pelo fornecimento das refeições em alturas específicas, não deixando de vincar o seu desagrado pela posição dos bombeiros face à direcção.
Quanto à não recandidatura a um novo mandato, o presidente afirmou que se deve ao sentirem que há como que por parte dos bombeiros e pessoal, uma certa resistência a esta direcção. A esta resistência, Maria João Valentim classificou-a de ingratidão por parte de um sector dos bombeiros, quando estes afirmam que as festas são da responsabilidade da direcção, recordando que é do trabalho voluntário nas festas que por vezes sai o dinheiro para pagar ordenados.
Não havendo listas para concorrer aos Corpos Sociais da Associação o Presidente da Mesa da Assembleia, convocou uma nova Assembleia-Geral para o próximo dia 8 de Março com um único ponto da Ordem de Trabalhos: Eleição dos novos Corpos Sociais da Associação.
O actual Presidente da Direcção admitiu no final que, se não aparecerem listas na próxima Assembleia-geral, a associação não ficará à deriva, pois irá aparecer uma nova lista.

" A Duas Mãos- Arte com Misangas" no Centro Cultural de Arronches

No passado dia 15, no Centro Cultural de Arronches teve lugar a abertura da exposição "A Duas Mãos - Arte com Missangas" de Nadiya e Irena Lishchunska.



Ao longo das muitas exposições a que temos assistido, nunca neste ou noutro espaço, se viveram momentos tão emotivos como os vividos nesta tarde.
Por detrás da obra espantosa de bom gosto e método (cujo valor quase irrisório não paga aquelas peças), há toda uma história de vida.
Nadiya veio da Ucrânia e viveu sete anos em Portalegre. Segundo o testemunho do ex-vereador João Galão, como mulher deu serventia a pedreiros, nunca virou a cara ao trabalho. Foi para a grande capital em busca de um futuro melhor mas, o Alentejo ficou-lhe na alma como que a dilacerá-la. Teve que voltar a Portalegre.
Na sua Ucrânia distante esta arte de trabalhar com missangas faz escola. Brotou-lhe de dentro essa arte e, em cada obra, está um pouco do seu país mas muita sensibilidade e a modéstia que ficou patente.
Depois das boas vindas da Presidente da Câmara, Fermelinda Carvalho e do agrado por o C.C.A. poder receber esta exposição, a artista quis agradecer mas, a voz embargou-se-lhe e as lágrimas de gratidão por esta oportunidade rolaram-lhe pela face, num misto de modéstia e alegria por poder compartir com os presentes a sua arte.
Arte com missangas é mais do que uma arte. Arte com missangas é o caminho muitas vezes doloroso daqueles que têm que deixar o seu país mas, trazem no coração as suas raízes, as suas vivências e, neste caso, esta belíssima arte que as imagens documentam. 

Para além da Presidente da Câmara e Vice-presidente, marcaram presença os vereadores Nelson Velez e Paulo Furtado, os Presidentes das Juntas de Freguesia de Assunção e Mosteiros e alguns membros das respectivas Juntas, o Deputado Municipal Amílcar Belchior e o Comandante Interino dos Bombeiros V. de Arronches.
Se puder passe pelo C.C.A. e adquira uma destas preciosas peças por um preço quase que obsceno, para tantas horas de trabalho.









X DUATLO DE ARRONCHES - Condicionamento de ruas e estradas no próximo sábado

O Município de Arronches, em colaboração com a Federação de Triatlo de Portugal, está a organizar o X DUATLO DE ARRONCHES no próximo dia 24 de Fevereiro (SÁBADO). Assim, informamos a todos os utentes que haverá condicionamento na Zona Desportiva e alguns cortes de estradas, nomeadamente:
A partir das 12:00 horas: Zona Desportiva/ Passagem da Nacional Nº 371/ R. da Esperança/ Lg. Serpa Pinto, 
Passeio 1º de Maio/ R. 25 de Abril/ R. 1 do Bairro João Chagas/ R. Movimento das Forças Armadas/ R. A do Bairro de Sto. António/ Caleja de Sto. António/ R. da Esperança/ Zona Desportiva/ Passagem da Nacional Nº 371/ Estradas Municipais de Esperança e Mosteiros.

A partir das 13:30 horas: Estrada Municipal 516/ Esperança/ Rua Horta do Neves/ Rua do Cavaleiro/ Estrada Municipal 1165 Nave Fria/ Estrada Municipal 1107/ Estrada Municipal 516
Prevê-se a normal circulação a partir das 17:30 horas.




Técnicos de Electrotecnia formados no CIPGCRN

O Centro Internacional de Pós-Graduação Comendador Rui Nabeiro (CIPGCRN) e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) entregaram diplomas aos formandos do Curso de Aprendizagem - Técnico de Electrotecnia.

A 14 de Fevereiro, o CIPGCRN, realizou a cerimónia de entrega de Diplomas aos 10 alunos do Curso de Aprendizagem - Técnico de Electrotecnia.
O curso foi ministrado pela Delta Serviços, Lda., na qualidade de Entidade Formadora Externa (EFE) em parceira com o IEFP, entre Dezembro de 2015 e Dezembro de 2017. Trata-se de um curso de dupla certificação que, além da certificação profissional, confere equivalência ao 12º ano de escolaridade.
A cerimónia de entrega de diplomas contou com a presença de João Manuel Nabeiro, em representação da Delta Serviços, de Sandra Cardoso, em representação do Instituto do Emprego e Formação Profissional e de João Muacho, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Campo Maior.

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

VACINAÇÃO – A vacinação deve ser entendida como um direito e um dever dos cidadãos

A vacinação é o método utilizado para ajudar o nosso organismo a adquirir protecção imunológica contra determinadas doenças infecciosas graves.



As vacinas actuam no nosso corpo estimulando o organismo a produzir anticorpos, aumentando a resistência do indivíduo contra infecções.
A vacinação deve ser entendida como um direito e um dever dos cidadãos, participando activamente na decisão de se vacinarem com a consciência que estão a defender a sua saúde, a Saúde Pública e a praticar um ato de cidadania.
Quem não se vacina não coloca apenas a própria saúde em risco, mas também a de seus familiares e outras pessoas com quem tem contacto, além de contribuir para aumentar a circulação de doenças. Ser vacinado é a melhor maneira de se proteger de uma variedade de doenças graves e das suas complicações, que podem até levar à morte.
As maiorias das doenças que podem ser prevenidas por vacina são transmitidas pelo contacto com objectos contaminados ou quando o doente espirra, tosse ou fala, pois ele expele pequenas gotículas que contêm os agentes infecciosos. Assim, se um indivíduo é infectado, pode transmitir a doença para outros que também não foram imunizados.
Graças à vacinação, houve uma queda drástica na incidência de doenças que costumavam matar milhares de pessoas todos os anos até a metade do século passado – como sarampo, poliomielite e rubéola. Mas, mesmo estando sob controlo hoje em dia, elas podem rapidamente voltar a se tornar uma epidemia caso as pessoas parem de se vacinar.
Em Portugal, Programa Nacional de Vacinação (PNV) foi criado em 1965 e é um programa nacional, gratuito e acessível a todas as pessoas.
A primeira vacina foi a da poliomielite, seguida em 1966 pelas do tétano, da difteria, da tosse convulsa e da varíola, notando-se nos anos seguintes uma notável redução da mortalidade e morbilidade pelas doenças infecciosas alvo de vacinação.
Em relação ao tétano, esta doença apresentava uma mortalidade muito elevada durante as décadas de 50 e 60 do século XX (quase 4000 mortos). Este número baixou drasticamente após a introdução da vacina no nosso país (em 2006 o tétano matou 33 pessoas e 15 em 2015). Mas apesar desta evidência, muitas pessoas não mantêm a sua vacina em dia e colocam-se em risco diariamente.
O tétano é uma doença grave, com uma taxa de mortalidade próxima dos 30%, causada pela toxina de uma bactéria “ Clostridim tetani”, que entra no organismo por lesões na pele – como cortes, arranhões mordidas ou picadas de animais, feitos por um objecto contaminado.
A bactéria encontra-se no solo, no pó, no estrume e é mais frequente em climas quentes e húmidos, onde o solo contenha maior quantidade de matéria orgânica.
Uma vez dentro da pele a bactéria multiplica-se e produz uma toxina, ou veneno, que afita os nervos do organismo.
A toxina do tétano produz espasmos musculares graves, cãibras e convulsões. O espasmo da mandíbula causa trismo (situação em que a pessoa não consegue abrir a boca), afita também, os nervos da garganta, do tórax, do abdómen e dos membros.
Por fim, os efeitos da toxina, a nível dos músculos respiratórios vai interferir com a respiração e o doente pode morrer sufocado.
A principal forma de prevenção do tétano é através da administração da vacina.
Esta vacina actua no corpo e estimula o nosso organismo a produzir anticorpos contra a doença, e protege o indivíduo contra a doença.
Assim apelamos a população de Arronches para a importância da vacinação ao longo da vida, desde o nascimento e até à idade mais avançada.
O Programa Nacional de Vacinação é o programa de saúde mais antigo em Portugal e o que demonstrou melhor benefício para as pessoas e para a sociedade em geral.
Verifique o seu Boletim Individual de Saúde (também conhecido por Boletim de Vacinas) e se não estiver actualizado dirija-se ao Centro de Saúde, fale com a sua enfermeira de família para agendar e/ou proceder à vacinação.
A vacinação é gratuita e eficaz. A vacinação permite salvar mais vidas e prevenir mais casos de doença do que qualquer tratamento médico. E avise os seus familiares e amigos!

Equipa de Trail do SAB participou na prova de Poiares

A equipa de Trail do Sport Arronches e Benfica marcou presença no passado fim-de-semana na Prova de Trail de Poiares.


Esta prova teve lugar no dia 11 de Fevereiro e contou para o Campeonato Nacional de Trail.
A equipa do SAB, representada por três atletas obteve as seguintes classificações: 35km - 297 Atletas - Rui Pires: 04h03, 4º SUB 23 M, 54° Geral. 18km - 640 Atletas João Feiteira: 03h07, 16º VET M55, 398º Geral; Elisabete Pereira: 03:57h, 60º SEN F, 564º Geral.

DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS

MANUTENÇÃO DAS FAIXAS DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEL


A obrigatoriedade de manutenção das faixas de gestão de combustíveis constitui uma das medidas preventivas previstas no Decreto-lei nº 124/2006, de 28 de Junho com redacção actual, com o objectivo de reduzir o número de incêndios rurais.
A prática mais comum da gestão de combustíveis consiste na limpeza dos terrenos, através do corte e remoção da biomassa vegetal neles existentes. Uma correcta e oportuna gestão de combustíveis constitui um elemento essencial para a minimização do risco de incêndio.
A prevenção aos incêndios rurais deve ser praticada de forma atempada e inteligente.
A Guarda Nacional Republicana (GNR) tem vindo a exercer um enorme esforço na realização de acções de sensibilização junto da população, com o intuito de promover e fomentar boas práticas agrícolas e acima de tudo transmitir uma mensagem de dever cívico na prevenção generalizada aos incêndios rurais, partindo da premissa que a floresta é de todos e que a todos cabe preservar e proteger.
Na sequência das acções realizadas pela GNR, constatou-se que muitos terrenos continuam a carecer de limpeza, de forma a salvaguardar a manutenção das faixas de gestão de combustíveis e assim contribuir para a redução do elevado número de incêndios rurais.
A falta de manutenção das faixas de gestão de combustíveis (limpeza dos terrenos) constitui infracção do foro contraordenacional e os seus responsáveis incorrem em coimas de 280 € a 10 mil €, no caso de pessoa singular, e de 1.600 € a 120 mil €, para pessoas colectivas.
(Foto-D.R.)