domingo, 31 de janeiro de 2016

Mosteirense impõe a primeira derrota em casa à Terrugem por 1- 6

A contar para a 12ª Jornada do Campeonato Distrital Sénior da Associação de Futebol de Portalegre, o Mosteirense líder invicto, deslocou-se à Terrugem, onde a equipa da casa ainda não tinha perdido um jogo.
Logo no início do jogo houve duas perdidas de parte a parte, primeiro por Pacau do Mosteirense e logo de seguida Nabiça pela Terrugem.
Na primeira parte o resultado cifrou-se num concludente 1-4. Com Fernando Toscano a abrir o marcador dando a vantagem ao Mosteirense. Logo de seguida seria a Terrugem a empatar através de Carlos Nunes.
Em pouco tempo o Mosteirense faria a diferença e mostrava o porquê de ser o líder invicto, com golos de Ponteiro (2º e 3º) e Fernando Toscano, faria º 4º golo com que as equipas foram para o intervalo.
No segundo tempo o Mosteirense não baixou os braços e continuou numa toada de equipa consistente (com média de 4 golos por partida), aumentando com mais um golo de Pacau e outro de Fernando Toscano. A realçar que dos seis golos, três foram apontados por Fernando Toscano.
O Mosteirense mantêm-se na liderança, agora com 11 pontos de diferença para o 2º classificado que é o Fronteirense.
O árbitro Luís Tavares e os seus auxiliares tiveram um desempenho senão imaculado pelo menos muito eficaz.

“Os Homens nunca saberão nada disto”, a última obra de PAT R


Foi apresentada ontem ao final da tarde no Centro Cultural de Campo Maior, a última obra de Pat R, cujo nome é Patrícia Ribeiro, sobrinha de Carlos Rodrigues, Vereador na Câmara Municipal de Arronches.
Esta é a terceira obra da jovem escritora a que deu o título de “OS HOMENS NUNCA SABERÃO NADA DISTO”.

A apresentação do livro foi feita pela Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Campo Maior e pelo pai da escritora que, ao mesmo tempo, é o seu agente literário, num ambiente como frisou a vereadora “informal e intimista” e que contou com a presença do Comendador Rui Nabeiro, sendo justificada a ausência do Presidente de Câmara, por outros compromissos de agenda (realojamento de famílias de etnia cigana em novas casas).
A obra conta a história de uma família desde um passado longínquo, até ao futuro imaginário. Cada uma das personagens compõe um capítulo dos vinte do livro. Como explicou no final a autora, cada personagem está reflectida com a sua vivência, época e influências, onde predomina a música.
Patrícia Ribeiro confessou-se influenciada pela literatura dos Estados Unidos da América, e que também para ela a música tem grande importância, pois foi ao som de várias músicas que escreveu este livro.
A apresentação deste livro confronta-nos com uma forma rompedora do que é o tradicional livro que, o comum dos leitores adquire numa papelaria ou livraria, pois é acompanhado de mais dois elementos. Um deles, onde estão inseridas todas as obras gráficas da publicação, de autores nacionais e estrangeiros que convidou para a ilustração. O outro elemento é um CD com as músicas que fazem parte das histórias de cada uma das personagens, em que a autora convidou músicos para recrearem esses mesmos temas.
Interpelada pelo Notícias de Arronches se não a preocupava que a resposta do público com este romper do conservadorismo não fosse a desejada e se podia neste país fazer da escrita a sua profissão, foi peremptória na afirmação: “Quem gosta verdadeiramente de ler, estes elementos introduzidos dão outra compreensão à história”. Quanto ao viver da escrita, está convicta que “em Portugal não é possível, daí que a obra esteja a ser traduzida para inglês para estar presente nos mercados especialmente americano ou de língua inglesa”, concluiu.
"Os Homens nunca saberão nada disto" se as histórias não forem contadas de geração para geração, é uma das conclusões que se podem retirar da obra, entre outras.
No final houve uma sessão de autógrafos e um beberete oferecido aos presentes.






sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Apresentação do projecto RLIS-Rede Local de Intervenção Social em Arronches e Monforte

No passado dia 27, foi apresentado a toda a comunidade e parceiros o novo projecto da Associação Casa Juvenil Nossa Senhora de Assunção, que consiste na Rede Local de Intervenção Social, com Serviço de Atendimento e Acompanhamento a indivíduos e/ou família com problemas de vulnerabilidade social, exclusão social e emergência social. A apresentação foi realizada pelas 10h no Centro Cultural de Arronches e pelas 14h na Biblioteca Municipal de Monforte.

Este projecto vai abranger o território de Arronches e Monforte e tem uma equipa técnica multidisciplinar, três técnicas que irão fazer face às principais problemáticas/necessidades destas famílias/indivíduos com um acompanhamento directo e muito próximo.
O RLIS tem com objectivo garantir que todos os intervenientes – cidadãos, famílias e entidades aderentes – assumem o compromisso nas intervenções de que sejam parte;
Integração das políticas e medidas de vários sectores e consequente articulação com as entidades de diferentes áreas;
Intervenção de proximidade, abordagem integrada, multidisciplinar e interdisciplinar;
Equidade no acesso aos serviços de atendimento e acompanhamento individualizados e personalizados em: Arronches e Monforte
Este projecto conta com uma verba de 186 mil euros financiados pelo POISE, Portugal 2020 e tem a duração de três anos.
O horário de entendimento funciona em Arronches às quartas e quintas-feiras da 8h30 às 15h30 e em Monforte às segundas, terças e sextas-feiras.
Pode ainda contactar através de:
Telemóvel: (+351) 924 044 895 E-mails: rlis.arronches.monforte@gmail.com patricia.rlis.arr.monf@gmail.com carla.rlis.arr.monf@gmail.
Morada de Arronches: Rua Dr. Edmundo Curvelo, s/n, 7340-029 Arronches
Morada de Monforte: Rua Dr. Sérgio Rui Pedrosa Palma Madeira, 7450-114 Monforte

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Edição de Janeiro do Noticias de Arronches, amanhã nos locais habituais

Começa amanhã a ser distribuída nos locais habituais, a edição de Janeiro do Jornal Notícias de Arronches.
Os destaques desta edição vão para as Eleições Presidenciais, em que o Concelho de Arronches votou maioritariamente no candidato Marcelo Rebelo de Sousa.
Nesta edição apresentamos uma retrospectiva do que foi o Ano de 2015 no Concelho de Arronches. As noticias e os acontecimentos que nos mereceram chamada à Primeira Página de cada edição.
Neste mês de Janeiro manteve-se a tradição do cantar “As Janeiras” saíram à rua a escola de Musica de Arronches e os alunos da Academia Sénior em ocasiões diferentes.
Junta de Freguesia de Assunção ofereceu equipamento para o Centro de Saúde de Arronches. Saiba o porquê…
A Associação Freestyle Ice Show esteve em Lisboa, na pista instalada no Terreiro do Paço, e divulgamos esse acontecimento.
Ana Paula Laborinho, Presidente do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, escreveu para o N.A. um artigo sobre o que precisamos da Europa. Vale a pena ler!
Já no desporto destaque para a equipa do Mosteirense cada vez mais líder ao vencer na última jornada “Os Gavionenses” por 4-2, depois de estar a perder no início do segundo tempo. Ao mesmo tempo o Mosteirense classificou-se para as Meias-finais da Taça da Associação da AFP.
Na política como habitualmente, acompanhámos as Reuniões de Câmara, uma forma de levar até aos nossos leitores o que de mais importante é discutido politicamente no âmbito local.
Estes são os destaques mas, pode ficar ao corrente de muitas mais notícias do seu concelho…e não só.
Como habitualmente, as crónicas dos nossos colaboradores trazem o interesse para que possa desfrutar de mais uma edição do Notícias de Arronches.

Reunião na Junta de Freguesia de Esperança com debate aceso...

Na segunda reunião deste mês de Janeiro, que teve lugar ontem na Junta de Freguesia de Esperança, o debate foi aceso, sobretudo quanto à votação da afectação de verbas para projectos sugeridos pelos munícipes. A divergência existente entre os vereadores do PS e os do PSD (já vinha de reuniões anteriores), consiste, enquanto os primeiros querem contemplar no Orçamento Participativo os projectos do Clube Columbófilo Arronchense e a Associação Freestyle Ice show de Arronches, a candidatura da Associação dos Bombeiros Voluntários de Arronches para a aquisição de uma ambulância, seria através de um subsídio.
O PSD entende precisamente o contrário, até porque dizem, "trata-se de projectos de candidatura e que não podem excluir os bombeiros". Isto porque o bem a adquirir é transversal a toda a população. Apresentaram uma candidatura e não um pedido de subsídio.
Fermelinda Carvalho disse não compreender a posição do PS, quando no Orçamento para 2016 e GOPs “votou contra, onde constavam as duas primeiras propostas”, ou seja “Aldeia Columbófila” e o Skate-parque. Já o Vereador Carlos Rodrigues afirmou que a presidente “não quer aceitar a proposta por esta ser do PS e querer aprovar a do PSD”(...) foto-arquivo.
Nota -  O Vereador Gil Romão (PS) não esteve presente nesta reunião por se encontrar hospitalizado. O Notícias de Arronches faz votos de um pronto restabelecimento do autarca e que este volte à sua actividade o mais breve possível. (Ler mais na edição em papel de Janeiro)

90º Aniversário da primeira transmissão de televisão

John Logie Baird FRSE (Helensburgh, 14 de Agosto de 1888 — Bexhill, 14 de Junho de 1946) foi um engenheiro escocês e o primeiro a construir um sistema de televisão viável, transmitindo, pela primeira vez, em Fevereiro de 1924, imagens estáticas através de um sistema mecânico de televisão analógica, sendo, então, o primeiro a fazer este feito.
Em 30 de Outubro de 1925, transmitiu as primeiras imagens em movimento, e, em 26 de Janeiro de 1926, construiu o primeiro sistema de televisão viável. Em 1927, fundou a Baird Television Development Company, a qual, em 1928, fez a primeira transmissão transatlântica de televisão entre Londres e Nova Iorque e também o primeiro programa de televisão para a BBC. Em 1931, realizou a primeira transmissão ao vivo. (fonte Google|foto-D.R.)

domingo, 24 de janeiro de 2016

Arronches vota Marcelo Rebelo de Sousa

Ao fechar das urnas o Notícias de Arronches apurou os seguintes resultados nas quatro Assembleias de votos nas três freguesias.
Estavam inscritos no Concelho de Arronches 2.657 eleitores e votaram 1.348, o que dá um nível de abstenção de cerca de 50,7% .
Marcelo Rebelo de Sousa recebeu um total de 670 votos, Sampaio da Nóvoa 385; Marisa Matias 90; Maria de Belém 51 e Edgar Silva 49 votos. 





Mosteirense cada vez mais líder ao vencer por 4-2 "Os Gavioneses", depois de estar a perder no início da segunda parte

Tarde de grandes emoções no Campo da Basteira nos Mosteiros, em que ”Os Gavionenses” bateram o pé ao líder Futebol Clube Mosteirense. Com uma primeira parte muito equilibrada a meio campo e um futebol pobre, tudo se modificou no segunda tempo.
O Mosteirense mostrou porque é líder com uma espectacular reacção com Fernando Toscano e Pacau a fazerem a diferença numa equipa aguerrida.


Mosteirense - Janela (gr), Paulo Emílio, Rui Toscano, Rosinha, Rui Santos, Miguel Cardoso, João Carapinha, Rui Martins, Hugo Ponteiro, Pacau e Fernando Toscano
“Os Gavionenses” - Daniel Marques (gr), Diogo Mateus, Duarte Basílio, Loureiro, Luís Dias, Silva, José Monteiro, Flávio Ruivo, Luis Ferreira, Pedro santos e David Martins
Árbitro - Ricardo Lourenço

O Futebol Clube Mosteirense e “Os Gavionenses” proporcionaram nesta jornada um autêntico jogo de futebol, sobretudo na segunda parte. Se o Mosteirense logo aos três minutos da partida se colocava na frente com um golo de Pacau, assistido por Fernando Toscano, o jogo foi de toada morna com muita disputa de bola no meio campo.

Já perto do apito final da 1ª parte, “Os Gavionenses” conseguiram o golo da igualdade num momento infeliz do guarda-redes Janela, aproveitado por Monteiro.
Igualmente com o reinicio da partida, “Os Gavionenses” passavam logo no primeiro minuto para a frente do marcador com um golo de Pipa. Mas foi por pouco tempo, já que volvidos cinco minutos Pacau fazia o seu segundo nesta partida e estabelecia a igualdade.
Na última meia hora da partida, o Mosteirense mostrou porque é o líder destacado desta primeira fase do Campeonato Distrital Sénior da Associação de Futebol de Portalegre.

Mesmo sem alguns dos seus titulares incontestados, mostrou que tem um plantel de grande nível, capaz de reverter um resultado negativo a seu favor. Fernando Toscano que foi o grande obreiro desta vitória pelo que jogou e as assistências que fez para Pacau, causava estragos na equipa de Gavião e aos 70’ fez o terceiro golo do Mosteirense.
Volvidos que estavam mais três minutos, de novo Fernando Toscano entregava a bola a Pacau para fazer o 4º golo da equipa dos Mosteiros e o terceiro com a sua marca.








II Prova de Vinhos reúne 25 produtores particulares

Numa iniciativa da Associação Terrimponente que contou com o apoio da Câmara Municipal de Arronches, teve lugar ontem a II Prova de Vinhos Tradicionais de Arronches, que reuniu um total de 25 produtores. Esta prática milenária de fazer o vinho, continua por estas paragens a contar com muitos particulares que fazem o seu próprio vinho, que depois partilham com familiares e amigos.
Cerca das 19h30 começaram a chegar às instalações do “Celeiro” os primeiros visitantes/provadores. Adquiriam uma caneca alusiva a este encontro e podiam degustar os vinhos submetidos a concurso e os pratos da gastronomia alentejana, cozinhados por Manuel Joaquim, o popular cozinheiro “Gina”.
Esta era uma prova cega, que esteve a cargo dos enólogos Nelson Martins, Patrícia Venâncio e David Patrício, que classificaram assim os produtores particulares nas categorias de tintos, brancos e morangueiro, segundo a organização do evento.
Tintos – 1º Carlos Rodrigues “Tapada da Ponte”, 2º Eduardo Picado. Brancos – 1º Diamantino Pires, 2º José Bigares. Morangueiros – 1º João Luís Lopes.
Com o decorrer da noite e terminados os jogos de futebol na televisão, juntaram-se umas largas dezenas de convivas, para passarem um serão agradável em torno dos vinhos e dos petiscos.






sábado, 23 de janeiro de 2016

Secretário de Estado do Ambiente reúne com autarcas da CIMAA no Instituto Politécnico de Portalegre

O Secretário de Estado do Ambiente, vai estar na próxima terça-feira, dia 26 de Janeiro pelas 10.30, no IPP – Instituto Politécnico de Portalegre, acompanhado do Secretário de Estado das Autarquias Locais, para uma reunião com os Municípios que integram a Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo.
Reflexão sobre o sector das Águas; assuntos relacionados com Recursos Hídricos e outros assuntos Ambientais, serão temas em discussão nesta reunião.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

I Fórum PraCachopos - Intervir, Promover e Autonomizar

A Associação Casa Juvenil Nossa Senhora da Assunção vai promover no próximo dia 4 de Fevereiro, com início às 9h00, o I Fórum - Intervir, Promover e Autonomizar, no Centro Cultural de Arronches.
Neste fórum vão ser debatidos assuntos como "O papel do educador no contexto de Lar Especializado", a integração comunitária e ainda testemunhos e debate.
Este evento vai contar com a presença de especialistas nesta matéria e entidades convidadas pela associação.

Portugueses querem fim de contrato de 2 anos com operadoras

De acordo com a Associação de Defesa do Consumidor (DECO) as operadoras “arranjaram” uma nova estratégia para refidelização dos clientes. Neste âmbito não existe em Portugal nenhuma lei que regulamente tais situações mas a DECO quer que sejam efectuadas alterações na Lei das Comunicações Electrónicas.

Para isso lançou há uns meses um abaixo-assinado que contou com a assinatura de mais de 109 mil portugueses.
Hoje em dia são muitas as histórias que se ouvem relativamente à postura “agressiva” das operadoras para com os clientes, mesmo na hora da refidelização. Como se sabe, quando um cliente faz um contrato com um operador este é válido por 24 meses (2 anos), devendo esse contrato ser cumprido até ao fim sob pena do cliente ter de pagar a totalidade do serviço contratado.
Numa situação em que o cliente pretende desistir do serviço, as operadoras recorrem normalmente ao plano B oferecendo várias promoções/descontos mas voltando a refidelizar o cliente por mais dois anos. Sabe-se também que algumas operadoras “ameaçam” com o pagamento da totalidade do primeiro contrato.
A refidelização é um dos principais motivos de queixa dos clientes à Associação de Defesa do Consumidor. De acordo com o jornal Ionline só nos primeiros seis meses do ano, a DECO recebeu mais de 21 mil queixas.
Nesse sentido foi criado um abaixo assinado, que contou com 109 mil assinaturas, com o objectivo de fazer alterações na Lei das Comunicações Electrónicas.
Segundo Ana Sofia Ferreira da Deco, os períodos de fidelização de dois anos que geralmente são pedidos “são demasiado longos, principalmente se o cliente ficar no desemprego ou se for para o estrangeiro” e como tal, quiser cancelar o serviço.
Em jeito de sugestão deixamos também um alerta: tenha sempre em atenção quando a sua operadora lhe disser que por algum motivo estendeu a sua fidelização por mais dois anos, solicite prova escrita, assinada por si, assim como essa fidelização aconteceu com o seu conhecimento. Vai ficar surpreendido com a reacção da operadora a essa sua reacção! (fonte-Jornal I online)


terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Rastreio do Colesterol na Junta de Freguesia de Assunção

Numa iniciativa conjunta entre o Centro de Saúde de Arronches e a Junta de Freguesia de Assunção, teve lugar hoje entre as 14 e 16 horas nesta junta, um rastreio do colesterol.
Aliás esta parceria tem-se vindo a desenvolver ao longo dos últimos anos com várias sessões de controlo e prevenção da saúde dos residentes na área desta freguesia urbana.
Compareceram um total de 19 pessoas, com uma pequena incidência maioritária de senhoras. Esta iniciativa é coordenada pela Enfermeira-chefe do CSA e uma equipa constituída por um enfermeiro e um estagiário. Foram analisados os níveis de colesterol dos participantes, verificaram as pressões arteriais de cada um, e deram-lhes conselhos sobretudo sobre a alimentação e o exercício físico, em especial o caminhar.
Segundo o Enfermeiro Marco Vieira “as estatísticas realizadas pelo Centro de Saúde mostram que, nos últimos três anos, há uma nítida tendência para a descida dos valores do colesterol na população que periodicamente se submete a estes rastreios”.

domingo, 17 de janeiro de 2016

Mosteirense 1 Gafetense 0 - 4ª Jornada (2ª fase) da Taça da Associação de Futebol de Portalegre





Não começou da melhor forma esta jornada da Taça da A. F. de Portalegre para o Futebol Clube Mosteirense, com o árbitro Luís Tavares logo aos 13’ ao mostrar o cartão vermelho directo a António Pinheiro por considerar entrada violenta sobre o adversário. Também na mesma situação o capitão Rosinha a ver cartão amarelo.

Ao ver-se a jogar com menos uma unidade, Jorge Moura reorganizou a equipa que foi dividindo o jogo durante o primeiro tempo, sem que houvesse de parte a parte grandes possibilidades de alterar o marcador. Porém ao minuto 41 na transformação de um canto com a bola na área, Rui Martins marca o 1-0 para o Mosteirense com que terminou a primeira parte.
Na segunda parte o Gafetense foi atrás do prejuízo para chegar pelo menos ao empate. Optou muito por colocar bolas na frente mas, o Mosteirense muito bem organizado e com espírito de grande entreajuda conseguiu manter as suas redes invioláveis.
Com o apito final e o Mosteirense a vencer por 1-0, colocava-se por mérito próprio nas meias-finais da Taça da Associação de Futebol de Portalegre, objectivo que a equipa dos Mosteiros persegue há muito tempo.